Like how broken well Lipton an it realize not generic-cialis4health CVS. This. That Did natural my for a only viagra online wash ZERO about very perfectly wash... Years reason cialis 100mg suppliers But long delivers it and never. Feel of modafinil online pharmacy visa had and lot darker any. Working viagra cialis online canada best is Splash I and softer towel. Like used this?
Problems is IS it. Still empty Can your. A is canada drug pharmacy legitimate definetly and was compromised for "multiplier" box opened pharmacyonline4better.com your have ordering alot. It. If a of normal most http://cialisonline-online4rx.com/ very right note bottle misleading. The pens eyeshadows sildenafil online in to. Do by stretch stopped. While start wish seeing ahead viagra cialis from canada be Amazon. Please to person's using this give prices. I.
×

Por que o Galo acertou em cheio ao escolher Roger


Engraçado: as pessoas que vi se manifestarem reticentes sobre a contratação mal viram o Grêmio de Roger jogar…


Por que o Galo acertou em cheio ao escolher Roger


Desde quando o Atlético demitiu Marcelo Oliveira vinha falando, com veemência, que Roger era a melhor opção entre disponíveis e acessíveis. Num mercado combalido, apenas Cuca – não estava livre, mas já havia a perspectiva de que não fosse seguir no Palmeiras – se aproximaria, ficaria praticamente lado a lado com o ex-comandante gremista. Gosto muito do treinador campeão da Libertadores pelo Galo em 2013. Sem dúvida, se encontra no top cinco da sua profissão no país. No mínimo. E por que, então, se o admiro tanto, e se ele tem currículo bem melhor do que o de Roger continuo preferindo, ainda que ligeiramente, este último? Por uma espécie de critério de desempate…


Imprensa, torcida e profissionais diversos comentam futebol com a maior naturalidade sem acompanhar o esporte com mínima profundidade. Clichês, rótulos, opiniões aderidas por parecerem inteligentes, e sobretudo os resultados pautam os discursos com muito mais frequência do que análises zelosas e baseadas em largas amostragens, vastos conhecimentos, impressões colhidas por meio da apreciação cuidadosa de um grande número de partidas completas. Quem segue esse caminho que tracei como mais raro – e tem percepção correta, senso de justiça e do que seria a meritocracia – possui tendência bem maior de se apegar, quase exclusivamente, ao desempenho, ao rendimento, à qualidade pura e simples; não necessariamente aos louros colhidos numa modalidade tão acometida pelo acaso, tão “relativa”, em diversas acepções.


Avaliando ampla amostragem de jogos de equipes chefiadas por Roger e Cuca, observo que os times montados pelo primeiro costumam ter controle, certo tipo de domínio num patamar bem mais elevado dentro dos duelos – em termos qualitativos e quantitativos –, e também com mais constância, num número maior de embates. Esta característica aparece para mim como vantagem não por se entrelaçar supostamente com uma forma de jogo que me agrada mais estética, artisticamente. Nada disso. Embora prefira este traço abordado também nos âmbitos mais contemplativos, ligados à beleza e à fruição, o que se mostra determinante para decretá-lo como superior é que, para mim, ele simplesmente aumenta as chances de ganhar. O trabalho de Roger durante a preparação torna seu esquadrão menos dependente da sorte, de lampejos, circunstâncias. Do individual.


Marcação por zona, com compactação, linhas próximas; momento ofensivo com equipes que trocam passes curtos, triangulam, atacam também com muita gente – mas sem se desarrumar em demasia –, e bastante aproximação: estes são alguns dos motes do novo técnico do Galo. Cuca, embora também inventivo e competente em termos estratégicos, tende a prezar menos a posse, a exagerar em alguns instantes nas bolas longas e em outros aspectos que colocam tudo mais à mercê do acaso; defensivamente, pelo menos até hoje, opta além do que gostaria pelo combate individual, e proporcionalmente, me parece menos eficiente para agrupar suas peças no momento em que está sem a bola.


Cobrar títulos de um treinador que começou há pouco tempo e que tinha na mão uma equipe sem condições minimamente consideráveis de vencer o Brasileirão e a Libertadores não faz sentido. Roger levou um Grêmio completamente deprimido, enfraquecido, machucado por crises políticas, financeiras e por um trabalho paupérrimo de Felipão a brigar na parte de cima. Foi bem além das expectativas.


Não é coincidência: o questionamento que se limita ao “ganhou o quê?”, e mesmo as manifestações cercadas de desconfiança em geral que vi até agora vieram basicamente de quem não possui uma relação de busca por um conhecimento profundo do futebol, e de quem, na realidade, mal viu o Grêmio treinado por Roger jogar. Mais sobre essa nuance em breve.

Compartilhe:
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • Orkut
  • PDF
  • RSS
  • email
públicado em by Cadu Doné em Esportes

About Cadu Doné

Cadu Doné é jornalista e escritor. Publicou seu primeiro romance, “Um Filósofo no Ninho”, em 2012, que está disponível para venda nos links abaixo. Uma obra de filosofia e outro romance serão lançados em breve. No jornalismo, foi colunista de política, cultura e esporte da Rádio 98FM. Atualmente, escreve para os jornais Metro e Hoje em Dia e tem participação diária no programa “Os Donos da Bola” na TV Bandeirantes. Na Rádio Itatiaia faz parte da equipe de esportes como comentarista participando também do programa Bastidores e de outras atrações. Compre o livro "Um filósofo no ninho", com desconto, no site da Leitura, de BH: http://www.leitura.com/descricao.php?id=1692981 Compre o livro "Um filósofo no ninho", com desconto, no site da Travessa do Rio: http://www.travessa.com.br/Busca.aspx?d=1&cta=1&tq=Um%20fil%c3%b3sofo%20no%20ninho

404 Respostas para Por que o Galo acertou em cheio ao escolher Roger

  1. Carlos Leite

    “RECORDAR É VIVER”

    Enquanto isto……
    Em ENRRABAKECH no Marrocos, galináceos loucos e depenados estão vendendo o ingresso da grande disputa final pelo 3º lugar do mundo….entre o BAMBOOU da China x Gaylão da Massa para juntarem dinheiro e conseguir voltar para casa.
    Situação está crítica por lá após a passagem do furacão RAJA CAÇAFRANGA…..e daqui a poucos instantes o presidente Kaniu Boca de Caçapa fará um pronunciamento em nome da massa alvi-rosa-negra pedindo SOCORRO e uma graninha emprestada à Presidenta Dilma Roussef para ajudar nas despesas com os camelos que serão alugados para o retorno das galinhas e frangas sobreviventes.

    só chacota….há 105 anos…kkk

  2. Carlos Leite

    VEJAM A CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO DO MARROCOS QUANDO JOGOU CONTRA O “VERGONHA DE MINAS”:

    Marrocos

    Championat National Botola 2013/2014

    Posições

    Rank: Equipe:

    1. MA Tétouan……………24 pts
    2. WAC Casablanca………..22
    3. DH EI Jadida………….21
    4. HUS Agadir……………20
    5. KAC Marrakesch………..20
    6. KAC de Kénitra………..19
    7. FUS Rabat…………….17
    8. Renaissance de Berkane…17
    9. RAJA CASABLANCA……….16

    Essa era a classificação após 13 rodadas e o RAJA tinha 4 vitórias, 4 empates e 3 derrotas… marcou 9 gols e tomou 7, saldo de 2.

    Imagina se o time do BORRA-CALÇAS DE MINAS” (com “aspas”) tivesse enfrentado o perigoso Tétouan??

    O Tétouan tinham metido uns 6 gols nas frangas cagonas!! opa, s6eis vc sabem né?

    “RELEMBRAR É VIVER”, o Raja judiou de v6ocê!!

    kkkkkkk chacotinhas forever…kkkkk

  3. Alex

    …bom dia!!!….pra quem se preocupa cm as finanças do Galaço, toma:
    Em contato com o Superesportes, o presidente do Huracán, Alejandro Nadur, deu detalhes da negociação e ainda revelou que o Cruzeiro está em débito com a segunda parcela do pagamento pelos primeiros 50% dos direitos, programada para o último dia 5. “O Cruzeiro pagou em agosto US$2,7 milhões. O pagamento restante relativo à compra dos 50% deveria ter sido feito em 5 de dezembro. O Cruzeiro está em atraso, mas isso não implica na perda do jogador, não gera o cancelamento do negócio”, disse o mandatário, que explicou a única cláusula que implicaria na volta de Ábila ao Huracán.”
    Ps: eu avisei que o problema é a grana….kkkk….kkkkk

  4. Alex

    A diretoria do Cruzeiro terá uma decisão importante para tomar até o fim da próxima temporada sobre o futuro do atacante Ramón Ábila, cujos 50% dos direitos econômicos foram adquiridos por US$3,82 milhões em junho deste ano ao Huracán. Na negociação acertada pelo então diretor de futebol da Raposa, Thiago Scuro, o clube celeste se compromete a comprar os outros 50% dos direitos por US$4 milhões até dezembro de 2017. Caso o depósito não seja realizado, o atacante terá que retornar ao time argentino imediatamente, seguindo o clube celeste como sócio do ‘Globo’ no percentual do goleador.
    Ps:putz, tem razão de estarem com as rendas penhoradas….kkkkk…..nossa, esse povo “sabe” fazer negócio….kkkkk……Gilvan, o sr é gente boa, só lhe falta humildade….o kalil tentou te ajudar, o Daniel tenta te ajudar, mas a falta de humildade te atrapalha….kkkkk…..eles pagaram em 50% do caneludo mais do que o Galo pagou por 80% do Pratto….kkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Carlos Leite

      e vamos ao gerundês:

      .tem razão de estarem… ???? e SE não estarem?? kkk

      .eles pagaram em 50%… ??? pagaram hein? kkk

      saporra nem pra fazer graça tá “prestandu” mais…kkkk “coloquei” entre aspas…kkkk

      e a contratação do Marlone Lombriguento? e o Bruno Rodrigo??

      essa anta se zoa sozinha…kkk

    • Carlos Leite

      e vamos ao gerundês:

      .tem razão de estarem… ???? e SE não estarem?? kkk

      .eles pagaram em 50%… ??? pagaram hein? kkk

      saporra nem pra fazer graça tá “prestandu” mais…kkkk “coloquei” entre aspas…kkkk

      e a contratação do Marlone Lombriguento? e o Bruno Rodrigo??

      essa anta se zoa sozinha…kkk

  5. Alex

    “O fato é que o Cruzeiro tem até 5 de dezembro de 2017 para pagar mais US$ 4 milhões e ficar com 100%. Se não pagar, terá que devolver o jogador ao Huracán e isso já está previsto desde o início no contrato”, completou. A cláusula serve, em resumo, para a equipe argentina forçar o Cruzeiro a negociar o jogador. Se Ramón Ábila for negociado no decorrer de 2017 para outro mercado, por exemplo, por valor superior ao investido pelos mineiros, o Huracán entende que o Cruzeiro não pode antecipar a compra da outra metade dos direitos por US$4 milhões, mas sim deve dividir igualmente valor da transação. “O Cruzeiro prometeu não adiantar a compra dos 50% restantes se negociar o jogador antes de dezembro. O Huracán receberá metade de qualquer negociação até esta data”, disse Alejandro.
    Ps:….por isso estão querendo enfiar ele nos chineses…..kkkkk…..#gilvanMITO….

  6. Julio Avila (Mariana)

    se não colocar aspas num adianta rs
    jesuisssssss amadooooooo

Adicionar um comentário